Madre Teresa de Calcutá, batizada Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, nasceu no seio de uma família albanesa a 26 de agosto de 1910, em Skopje, na atual Macedónia, e, desde pequena, aprendeu a amar Deus e o próximo, ajudando os mais necessitados.

Aos 18 anos, deixou a sua casa e mudou-se para Dublin, Irlanda, entrando no Instituto da Bem-Aventurada Virgem Maria, onde recebe o nome de Maria Teresa. Por sua vez, aos 19 anos, mudou-se para a Índia, local onde ficou cerca de 20 anos, ajudando numa escola da sua congregação. 

Missionárias de Caridade

Teresa acaba por deixar o seu Instituto e funda as Missionárias da Caridade, começando a sua nova missão: iluminar aqueles que “não são desejados, não são amados, os abandonados” com a luz de Jesus. 

Em 1950, a sua Congregação é reconhecida pelo Arcebispo de Calcutá e, em 1965, por Paulo VI, e rapidamente se espalhou por todos os cantos do mundo. Na sua simplicidade, torna-se conhecida em todo o mundo e, segundo ela, o segredo do seu sucesso é rezar. 

Em defesa da vida

Sempre disposta a ajudar os mais pobres e necessitados, começando pelos mais pequeninos e frágeis, Madre Teresa de Calcutá mostrou-se uma defensora ativa da Vida, enfatizando a sua importância no discurso que proferiu ao ganhar o Prémio Nobel da Paz, em 1979.

Apesar da fragilidade da sua própria vida, prestou sempre o seu auxílio à comunidade até ao dia 5 de setembro de 1997, data da sua morte.

O Papa Paulo VI, que acompanhou parte da sua vida, estimava-a muito e chegou a doar o seu carro papal aos pobres e à sua missão, no final da sua viagem à Índia. Também o Papa João Paulo II tinha uma grande consideração por ela, celebrando a missa da sua beatificação, em outubro de 2003.

https://www.vaticannews.va/es/santos/09/05/s–madre-teresa-de-calcuta.html

https://history.uol.com.br/hoje-na-historia/nasce-madre-teresa-de-calcuta-premio-nobel-da-paz

https://www.motherteresa.org/portu/active-sisters.html#history

https://www.nobelprize.org/prizes/peace/1979/teresa/biographical/

Categorias: CUFC Celebra