João Melchior Bosco Occhiena nasceu, numa aldeia do norte de Itália, no seio de uma família de agricultores devota e humilde, a 16 de agosto de 1815. 

Muito novo, aprendeu o significado da palavra sofrimento, uma vez que o seu pai faleceu quando tinha dois anos, tendo ficado à responsabilidade da mãe, pobre e analfabeta, mas crescendo no seu testemunho de fé.

Desde cedo, João quis tornar-se sacerdote. Na sua infância, teve sonhos onde apareciam Jesus Cristo e a Virgem Maria, que o aconselhavam a ser humilde e o incitavam a seguir uma vida religiosa. Asseguravam-lhe ainda que “a seu tempo, tudo compreenderás”. A estes sonhos não foi dada grande importância por parte dos seus familiares, à exceção da mãe, que era uma mulher de oração e discernimento.

“Pai e Mestre da Juventude”

João Bosco entrou no seminário, em 1835, e foi ordenado sacerdote, em 1841. Nesse mesmo ano, conheceu um rapaz órfão e, com ele, organizou um oratório. Com o crescimento deste oratório, que a cada domingo contava com mais jovens, desenvolve-se o método educativo de Dom Bosco: “Estai com os jovens, evitai o pecado pela razão, religião e amabilidade. Tornai-vos santos, educadores de santos. Que os nossos jovens sintam que são amados”.

Em 1859, fundou os Salesianos, uma congregação que tem como modelo São Francisco de Sales e que visa a salvação da juventude, segundo o lema “Dai-me almas e levai tudo o resto”.  Fundou também as Filhas de Maria Auxiliadora e os Cooperadores Salesianos, criando o Boletim Salesiano que é, ainda hoje, lido no mundo inteiro.

Dom Bosco era contemplativo na ação, e orava constantemente e com simplicidade. 

Morre a 31 de janeiro de 1888, aos 72 anos, deixando uma mensagem de amor, trabalho e temperança. Nesta data, é recordada a sua memória litúrgica.

A 2 de junho de 1929, foi beatificado pelo Papa Pio XI e, a 1 de abril de 1934, foi canonizado pelo mesmo Papa.

https://www.salesianos.pt/biografia/s-joao-bosco/

https://www.imissio.net/artigos/63/1138/santo-do-dia-sao-joao-bosco/

Categorias: CUFC Celebra