Pages Navigation Menu

“Boa Noite! Menina, pode apontar aí que o Fernando Santos chegou.”

A Fé de um Campeão

“Boa Noite! Menina, pode apontar aí que o Fernando Santos chegou.” Foi com esta frase e com um sorriso que recebemos no Centro Universitário Fé e Cultura (CUFC) o Selecionador Nacional de Futebol, Fernando Santos, na passada terça-feira, 21 de fevereiro, uma data que ficará na memória desta casa que faz 30 anos de existência.

“A fé de um campeão” foi o mote da conversa que teve casa cheia (mais de 200 pessoas) e decorreu num tom descontraído. Fernando Santos iniciou o seu testemunho referindo que fez a primeira comunhão e crisma pelos 7 anos e depois disso, andou a “passear durante muitos anos”. Voltou a aproximar-se da Igreja, na preparação para o seu matrimónio, mas novamente se afastou. Sempre que voltava à Igreja (preparação para o batismo dos filhos), afastava-se. “Apesar de ter abandonado a Igreja e ter andado arredado da prática sacramental, “a fé nunca me abandonou”, disse. Mais tarde, quando a filha se preparava para o crisma, Fernando Santos e a esposa foram a uma das reuniões de preparação concluindo que não percebiam muito do que ali se dizia e, como tal, seria necessário “arranjar uma solução”. Numa conversa informal com um sacerdote amigo, que também acabou por ser uma confissão, operou-se a “conversão” e a partir desse dia, aproximou-se e voltou a ir à missa.

Mais tarde, foi desafiado por um amigo a participar no Curso de Cristandade. “Recusei primeiro, mas fui”, contou. “No Curso de Cristandade encontrei o Deus Vivo, o Deus Vivo presente em cada um de nós, descobri que somos templos do Espírito Santo”, afirmou. O mister notou que após esta vivência, deixou de “ir à missa” para começar a “participar na eucaristia”, referindo que “são coisas bem diferentes”. Mencionou que todos os dias fala com Ele: “ainda hoje faço as orações que fazia quando era miúdo.” Consciente da missão a que se comprometeu quando disse que “sim” a Cristo, Fernando Santos traz sempre presente no seu bolso a cruz de Cristo recebida no Curso de Cristandade.

A uma plateia que, em silêncio, se deliciava a ouvir, o selecionador nacional, que “não conta histórias”, afirmou que é cristão em qualquer local onde se encontre. “O futebol não colide em nada com o facto de ser cristão católico”. “A base é sempre o respeito pelo próximo, dar a conhecer sem impor a nossa ideia e afirmarmo-nos convictamente o que acreditamos”.

No diálogo com a plateia maioritariamente constituída por estudantes universitários, o Selecionador Nacional referiu que “perder é uma chatice” e sempre um momento difícil, mas que tem de ser aceite. “É um momento difícil, mas é perceber que na derrota também se pode ganhar”, afirmou. Deu conta de duas formas de liderar: uma “pela força”, outra, a que prefere, “que façam o que eu quero, sem perceberem bem o que eu quero”. Neste ponto, o engenheiro do campeonato da Europa com a seleção portuguesa,  referiu que “as pessoas têm de se sentir bem, sentirem-se confiantes no que vão fazer, pois só assim conseguirão bons resultados”. “Não sabemos de que maneira tocamos os outros”, disse, e, por isso, sente necessidade de invocar o Espírito Santo, pedindo-lhe sabedoria, perseverança e humildade para servir em todos os momentos.

Várias vezes Fernando Santos falou da família. Contou quanto a morte do pai o afetou. “Era o meu pai e o meu melhor amigo”. “Acredito que isto é uma passagem, e mesmo na dor e no sofrimento acredito e confio, que a vida tem sentido e a vida eterna é o que Cristo tem para mim” asseverou.

Fernando Santos respondeu olhos nos olhos a todas as questões realizadas no auditório do CUFC terminando a dizer que “devemos ter sempre atenção aos sinais, por mais simples que sejam”.

Esta palestra foi a “terceira mesa” da denominada iniciativa “À volta da mesa”, que se realiza todos os meses, e que começa com Missa, seguindo-se o jantar com menu económico e terminando com uma conversa. De registar a presença do vice Reitor da UA, do Bispo diocesano e outros convidados e, acima de tudo, de muitos estudantes universitários, que já sabem que o CUFC é “a tua casa fora de casa”.

 

Redação e foto: Equipa do CUFC Estuda

 
A Fé de um campeão!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  • Facebook
  • Google+
  • Twitter
  • YouTube