Pages Navigation Menu

É sempre bom visitar a Mãe!

É sempre bom visitar a Mãe!

Nos dias 9 e 10 de Setembro, os Jovens foram convidados a peregrinar ao Santuário de Fátima para o Jubileu Jovem, no âmbito das celebrações do centenário das aparições de Nossa Senhora. “O segredo da paz, caminho do coração” foi o tema deste encontro. Fomos desafiados a rumar ao Santuário de Fátima mais cedo que a hora programada, de modo a termos a oportunidade de participar em algumas atividades. Assim, pudemos aprofundar conhecimentos sobre Maria e os pastorinhos, celebrar o sacramento da reconciliação, conhecer e preparar o concerto da noite, com Miguel Araújo e António Zambujo.

Às 16h30 todos os participantes fizeram a passagem pelo pórtico do centenário, em direção à capelinha das Aparições, onde decorreu a abertura oficial e a saudação a Maria. De seguida, fomos para a basílica da Santíssima Trindade, onde aprendemos com  a Irma Ângela Coelho, da Aliança de santa Maria, como alcançar a paz, olhando para os corações de Maria, Francisco, Jacinta e Lúcia e, reconhecer um coração de paz.

Depois do jantar, o Jubileu continuou com o Rosário, seguido de procissão das velas e do concerto com os artistas convidados.

Pela madrugada fomos convidados a participar na Via Sacra pelo Caminhos dos pastorinhos, terminando no Calvário Húngaro; uma experiencia diferente, porque em cada estação a proposta era de meditação sobre Cristo e sobre nós mesmos e os aspetos da nossa vida, onde se unia os passos de Jesus com os nossos passos, tornando o momento mais pessoal e especial. Depois de uma pequena paragem para recarregar energias, por volta das 05h00 da manhã foi tempo de Vigília e contemplação do coração de paz de Maria, vendo-o como um porto de abrigo sincronizado com o coração de Deus. Aprendemos ainda, que para alcançar a paz não se trata de dar lugar a Deus nos nossos projetos, mas de procurar o nosso lugar no projeto de Deus, assim como aconteceu há 100 anos com os pastorinhos.

O Jubileu acabou com a Eucaristia presidida pelo D. António Marto, onde nos pediu para sermos sentinelas da paz nas nossas dioceses.

 

DPJA

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  • Facebook
  • Google+
  • Twitter
  • YouTube