Pages Navigation Menu

Bispo de Aveiro visitou a pé a Vera-Cruz «que quer ser mais missionária»

 

D. António Moiteiro terminou este domingo a visita pastoral à Paróquia citadina onde está inserido geograficamente o Paço Episcopal

Bispo de Aveiro visitou a pé a Vera-Cruz «que quer ser mais missionária»

Começou na segunda-feira passada a visita pastoral de D. António Moiteiro à paróquia da Vera-Cruz, do arciprestado de Aveiro, um espaço citadino da diocese de Aveiro, composto por 5 zonas: avenida, barrocas, beira-mar, forca e rossio.

Uma paróquia rica em movimento, comércio e serviços, apresenta agora uma realidade diferente de ter de acolher muitos turistas que descobrem Aveiro a cada fim de semana. O pároco João Alves com a equipa de coordenação não se alhearam desta premissa e prepararam um programa de visita pastoral com vários pontos a visitar de grande interesse e particularidade.

Dado o Paço Episcopal se situar na paróquia a ser visitada, D. António Moiteiro era esperado muitas vezes pelo pároco para, em caminhada matinal, calcorrearem as ruas da Vera-Cruz e chegarem aos destinos.

De destacar a visita à comunidade dos padres Carmelitas, aos Bombeiros Novos, ao Hotel “As Américas”, ao Centro Comunitário da Vera-Cruz, ao comando da GNR, ao Diário de Aveiro e a associações de âmbito cultural e desportivo. Não foram esquecidos ainda o Centro Social e Paroquial da Vera-Cruz, os vários grupos paroquiais e até um tempo mais descontraído de jantar e café com os jovens da paróquia, em pleno centro da cidade e da vida noturna juvenil, na praça do Peixe.

Dias de muitos encontros, conhecimento de realidades e convites à oração que D. António Moiteiro considera terem sido uma oportunidade para conhecer melhor esta mancha urbana, desafiando a Comunidade a crescer na formação cristã, na evangelização das periferias e na atenção aos mais pobres.

O recente pároco da Vera-Cruz, padre João Alves, sentiu também esta visita pastoral como um momento de conhecer mais a fundo a realidade social e associativa. Sentiu que as interpelações do Bispo diocesano são uma urgência a uma atitude evangelizadora e missionária, sem esquecer o turismo, a cultura e as vocações. Ainda a ‘tomar o pulso’ a esta paróquia (tomou posse em setembro passado), onde a História e importância se confundem com a cidade, João Alves revela ainda que está a ser trabalhada toda uma área importante na dinâmica atual das paróquias e da nova evangelização que é a “comunicação e imagem, como sendo uma mais valia para quem está e para quem chega e só quer espreitar”.

“A Igreja cada vez mais tem de saber acolher quem chega para conhecer, só assim é possível que em ambiente citadino se descubram os paroquianos e as novas tecnologias também podem dar uma ajuda”.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  • Facebook
  • Google+
  • Twitter
  • YouTube