Pages Navigation Menu

25 anos de três padres

Os padres Manuel Augusto, Mário Ferreira e Paulo Cruz completam hoje 25 anos de ordenação presbiteral.

Ordenados no dia 11 de dezembro de 1994, os padres Manuel Augusto Oliveira, Manuel Mário Ferreira e Paulo Cardoso da Cruz completam hoje 25 anos de ministério presbiteral. Na Sé de Aveiro, às 19h00, D. António Moiteiro preside à Missa de ação de graças, também pelo 81.º aniversário da restauração da Diocese de Aveiro.

MANUEL AUGUSTO MARQUES OLIVEIRA

Nasceu na Venezuela, onde os pais estavam emigrados, e cresceu em Salreu. Estudou nos seminários de Calvão, Aveiro e Coimbra, sendo licenciado em Teologia pela  Universidade Católica.

Foi vigário paroquial da Gafanha da Nazaré (1994- 1996), pároco de Pessegueiro do Vouga, Paradela do Vouga, Rocas do Vouga e Couto de Esteves (1996-2003) e pároco de Nossa Senhora de Fátima e Eirol (2003-2011).

É assistente Regional de Aveiro do Corpo Nacional Escutas desde 2001 e vigário paroquial de Avanca desde 2011.

Ser padre hoje

O “querer ser padre” foi um processo – que na realidade ainda não parou; é verdade: ainda procuro nos dias que correm “querer ser padre”. Sinceramente parece-me que vivemos uma época de esperança na vida da igreja, apesar das obsessões estatísticas da frequência dominical e de outros burburinhos estéreis. Existe de facto alguma dificuldade nas comunidades cristãs se adaptarem a novas linguagens e de estabelecer uma nova forma de proximidade mediante uma relação de complementaridade – precisamos mostrar que necessitamos uns dos outros, e de que somos uns com os outros, não para derrubar mas para edificar. (…) Somos facilitadores do encontro dos encontros: entre um Deus que ama e os seus buscadores”.

Mais celebrações

Eucaristia seguida de almoço-convívio no dia 22 de dezembro às 11h00, na Igreja Matriz de Avanca. Em Salreu, já em 2020, deverá haver outra celebração.

MANUEL MÁRIO FERREIRA

Nasceu na Venezuela, onde os pais eram emigrantes, e cresceu em Santo André, Vagos. Estudou nos seminários de Aveiro e Coimbra.

Foi vigário paroquial de Águeda e professor de Educação Moral Religiosa Católica, na Escola Secundária Marques de Castilho (1994-1998), pároco de Trofa do Vouga e Segadães (1998-2008) e professor de Educação Moral Religiosa Católica, no Instituto Duarte Lemos – Trofa (1998-2005) assumindo em 2005 a Paróquia de Lamas do Vouga. Foi arcipreste de Águeda (1999-2005).

Desde 14 de setembro de 2008 é pároco de Oiã, tendo sido por uns anos pároco de Palhaça e de Oliveira do Bairro. É arcipreste de Oliveira do Bairro e integra o Colégio Consultores.

Ser padre hoje

Hoje, é-se padre para sermos “bons samaritanos” da humanidade em nome de Jesus Cristo. É-se padre para sermos construtores de uma Igreja sonhada pelo Mestre, que a quer simples, “lavadora de pés” de cada homem. O trabalho do padre, hoje, só ao jeito do Evangelho, fazendo acontecer na vida, a oração que se reza, a liturgia que se celebra, de olhos postos nos homens, nossos irmãos, a começar pelos que mais sofrem e mais precisam.

Mais celebrações

No dia 05 de janeiro, Domingo de Reis, na conclusão do Tempo de Natal, o Sr. Bispo, presidirá à Eucaristia, em Ação de Graças, às 10h30, na igreja matriz de Oiã.

PAULO CARDOSO DA CRUZ

Natural de Covão do Lobo, Vagos, frequentou os seminários de Calvão, Aveiro e Coimbra. Licenciou-se em Teologia pela Universidade Católica.

Foi formador na Equipa do Seminário de S. Joana Princesa (1994-96), Vigário Paroquial, Nª Sª Glória (1996-99,) e Pároco de Costa Nova do Prado e da Praia da Barra (1999-2010). Por uns anos, foi Administrador Paroquial, Gafanha da Nazaré e da Gafanha da Encarnação).

Desde 2010, é Pároco de S. Pedro de Aradas. Desde 1994, é Capelão do Hospital Infante D. Pedro e Responsável do Serviço Diocesano de Música Sacra.

Ser padre hoje

Missão a cada passo com novos desafios, mas entusiasmante. Missão difícil, a exigir do padre oração e estudo permanentes, em tempos novos, com situações novas. Cheia de adversidades a cada passo, mas também recheada de testemunhos vivos de fé animadores e carregados de esperança. Missão levada com espírito de serviço, com os olhos postos em Cristo, o Bom Pastor…’ Tão diferente de mim…’

Mais celebrações

Dia 14 de dezembro, 19h00, Eucaristia na Igreja de Aradas, seguida de Concerto pelo Coro da Catedral de Aveiro. Dia 15, Eucaristia, às 11h00, seguida de Almoço Partilhado; concerto de Boas Festas: com a participação de Coral S. Pedro de Aradas, Coral Vera Cruz e Coral Polifónico de Aveiro, às 17h00.

 

In Correio do Vouga, 10 dezembro 2019


 

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  • Facebook
  • Google+
  • Twitter
  • YouTube