Pages Navigation Menu

brasão e bandeira

Brasão da Diocese de Aveiro

 

Leitura Heráldica

Escolheu-se para a forma do escudo a francesa antiga, dada a sua elegância e leveza.

Escudo que traz em campo de ouro as armas da princesa Santa Joana, Padroeira da Diocese e da Aveiro. Estas armas são em lisonja ou losango, como de costume para as senhoras, partidas em pala, tendo no cantão sinistro as armas de Portugal em campo de argent carregado de cinco quinas em campo de azur e bordadura de goles com sete castelos de ouro, tudo sobrepujado pela coroa real aberta.

No cantão dextro, em campo de argent, no lugar destinado ao esposo, se casasse, coroa de espinhos de sua cor, alusão à devoção da Santa Princesa à Paixão de Cristo que ela resolveu servir no convento, pondo de lado as glórias do mundo.

Como paquife ou lambrequim, um capelo episcopal de sable (preto), forrado de sinople (verde), com seus dois cordões e seis borlas do mesmo, três de cada lado.

Sob o capelo, à dextra, mitra aurifrejada, de frente, com ínfulas brancas; à sinistra, báculo pastoral de ouro voltado para fora, símbolo da jurisdição no foro externo, o qual intuitivamente designa também a missão do bispo na comunidade diocesana; e, ao centro, cruz processional de ouro, trilobada.

Inferiormente, listel ou filactera com a legenda: AMAR A DEUS É SERVIR. Esta divisa, heraldicamente chamada empresa, condensa a orientação pastoral da Diocese de Aveiro.

 

 

Interpretação

Por este brasão – distintivo da Diocese de Aveiro – reconhece-se claramente o padroado da ínclita e santa Princesa, que a Aveiro ligou os destinos da sua vida terrena, bem como a sua post-vita no túmulo.

Agora, no Céu, a Diocese, que a escolheu por padroeira, confia na sua protecção para o labor apostólico, num constante serviço, como expressão do amor de Deus.

 

 

Finalidade

Entre outros fins, este brasão servirá para o selo branco e para os diversos carimbos e gravuras.

Refira-se ainda que as cores ou esmaltes, em heráldica têm grande valor simbólico. Por exemplo, o ouro indica justiça, magnanimidade e amor; a prata (argent) significa lealdade e franqueza de alma, aberta a todas as inquietações, dores e alegrias dos homens; o verde (sinople) é a cor da esperança; o vermelho (goles) quer dizer intrepidez e ousadia, energia e força.

 

Bandeira da Diocese de Aveiro

A bandeira da Diocese de Aveiro, como sinal de comunidade dos cristãos, espalhados pelas serras, pelos campos, pela ria e pelo mar, é partida em três cores: verde, branco e azul.

O verde simboliza os filhos da igreja que peregrinam para a Pátria Celeste nos agregados populacionais disseminados pelas florestas e pelos campos agrícolas; o azul significa aqueles que, labutando no mar e na ria ou vivendo nas terras do litoral, aspiram seguir Cristo na fé e no amor; o branco, unindo o verde e o azul, diz-nos que a vida de Deus a todos une e vivifica e que a sua paz a todos harmoniza em tranquilidade na luta diária.

O brasão da Princesa Santa Joana, ao centro do branco, quer ser o sinal de que a Padroeira de Aveiro é alguém que no Além deseja continuar a unir na caridade todos os filhos de Deus.

 

Aveiro, 28 de Junho de 1977

Museu S. Pedro da Palhaça

  • Facebook
  • Google+
  • Twitter
  • YouTube