Pages Navigation Menu

Tempo intenso de oração em todas as paróquias

De 4 a 10 de junho, todas as paróquias devem promover momentos de oração diante do Santíssimo Sacramento. O Bispo de Aveiro pede para rezarem pelos padres, vocações, família e jovens.

Os cristãos da Diocese de Aveiro são convidados a participar num “tempo intenso de oração – Lausperene diocesano”, na expressão que se pode ler na carta que o Bispo de Aveiro dirigiu aos párocos, entre os dias 3 e 11 de junho, ou seja, entre a solenidade do Corpo e Sangue de Cristo e o dia do Sagrado Coração de Jesus, que desde há alguns anos é dedicado à oração pela santificação dos sacerdotes.

De acordo com a calendarização proposta, o lausperene (oração diante da hóstia consagrada; a partir do latim “laus”, louvor; e “perene”, permanente, para sempre) realiza-se em todas as paróquias, “segundo as suas capacidades”, com o seguinte calendário:

dia 4: arciprestados de Águeda e Anadia;

dia 5: arciprestado de Albergaria;

dia 6: arciprestado de Vagos;

dia 7: arciprestado de Aveiro;

dia 8: arciprestado de Estarreja-Murtosa;

dia 9: arciprestado de Ílhavo;

dia 10: arciprestado de Oliveira do Bairro e Sever do Vouga.

As intenções da oração, de acordo com o plano pastoral diocesano e as preocupações do Bispo de Aveiro, são os sacerdotes, as vocações, a família e os jovens.

“Quem reza nunca está sozinho e esta cadeia de oração vai ajudar-nos a viver a nossa vocação numa entrega cada vez maior, tal como na visita que Maria fez a sua prima santa Isabel por ocasião do nascimento daquele que preparou o caminho de Jesus”, refere D. António Moiteiro.

in Correio do Vouga, edição de 2 de junho de 2021


 

  • Facebook
  • Google+
  • Twitter
  • YouTube